• Jhonathan #Relacionamento

Para Ler ANTES DO DIVÓRCIO: Qual o Custo Dele?


O DIVÓRCIO

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número de divórcios no país cresceu 75% em cinco anos e, no meio do ano passado, o total de divórcios saltou para 7,4 mil apenas em julho, um aumento de 260% em cima da média de meses anteriores (03/2021).


HÁ 1 DIVÓRCIO PARA TRÊS CASAMENTOS Segundo o IBGE, um casal se divorcia para cada três que se casam. Os desafios da vida a dois podem se tornar em dificuldades graves e quando não solucionadas, tenderão a criar ambientes conjugais tóxicos e desgastantes, tais como:


discussões constantes, agressões, acusações, criticas e, até mesmo, divórcios. Assim sendo, é preciso olhar com muita seriedade e respeito para essa realidade e encontrar um caminho de "cura" e transformação.


Casamento não é para ser um peso e nem um instrumento de tortura, mas, sim, um meio de crescimento, saúde, aconchego e realizações.



QUAIS SÃO OS 4 PRINCIPAIS MOTIVOS DE DIVÓRCIO?

  1. DIÁLOGO DE PÉSSIMA QUALIDADE ou AUSÊNCIA DELE - Um cônjuge não ouve o outro. O CONFLITO só aumenta. O conteúdo dele, normalmente é dosado por: Críticas, acusações e cobranças; desrespeito.

  2. FINANÇAS: Sem inteligência financeira, a tendência é que as tensões "derrube" o Relacionamento. Sem saúde financeira é muito difícil de ter paz relacional.

  3. TRAIÇÃO - Para muitos, significa o fim do casamento. Na era das redes sociais e dos apps de Relacionamento, os casos de traição têm aumentado consideravelmente.

  4. CONVIVÊNCIA DIÁRIA - Muitos casamentos terminam não é porque os cônjuges não se encaixam, mas, sim, porque os CÔNJUGES não se entendem e não respeitam o jeito distinto do seu cônjuge funcionar. Desta forma, com o passar do tempo, o casamento vai se desgastando até ficar insustentável. E adivinhe qual é a escolha? Exatamente: O Divórcio.

Diante desta realidade, a sugestão é: Evitar o item 3, pois, toda traição mina a confiança e, sem confiança, o Relacionamento perde a solidez e elimina a cumplicidade. Elemento essencial para um casamento feliz, estável e duradouro.


Quanto aos itens 1, 2 e 4, se o casal quiser, certamente pode ser melhorado. O que não é saudável é deixar do jeito que está, uma vez que a tendência é só piorar, caso não haja nenhuma intervenção.


IMPLICAÇÕES DO DIVÓRCIO?

É Preciso ter em mente que o divórcio é um processo delicado e muitas vezes doloroso. Além disso, exige muita compreensão, maturidade, como também muitas decisões precisarão ser tomadas.


Por exemplo, como será a divisão de bens, pensão alimentícia, como quem os filhos irão morar, como será a forma que os cônjuges se relacionarão, entre outros. Quando não se chega a um acordo diante destas questões e outras, será preciso buscar um mediador, normalmente no âmbito judicial.


O CUSTO DE UM DIVÓRCIO É CARÍSSIMO.

Não somente no âmbito financeiro, bem como, nos âmbitos emocional, psicológico, físico, racional e espiritual. Portanto, antes de tomar essa decisão lhe faço um convite à reflexão:


POR QUE UM CASAL NÃO VAI BEM NO SEU RELACIONAMENTO?

A maioria dos problemas e conflitos vai acontecer pelo mesmo motivo: um não entender e respeitar o jeito do outro funcionar. Quando eu faço uma análise, fica muito mais claro o jeito como cada um funciona, as necessidades que cada um tem, no que um é diferente do outro e no que são parecidos; os desejos, as necessidades e os desafios de cada par.


Portanto, o relacionamento não vai bem não é porque os pares não encaixam, mas porque não se CONHECEM e nem tampouco têm ciência do PARADIGMA que estar governando o relacionamento.


Assim sendo, à medida que cada par se conhece e respeita o jeito do outro funcionar; e muda-se o paradigma, então eles tendem a se comunicarem de uma forma que ambos se entendam.


Desta forma, os conflitos podem ser gerenciados e solucionados e, por consequência, a harmonia, o afeto e o prazer retornam e o casal se fortalece.


QUAL SERIA UM CAMINHO ALTERNATIVO AO DIVÓRCIO?

Terapia de CASAL : Para o AMAR dar CERTO.


Neste momento, você já deve ter percebido que o casamento pode dar certo, não é mesmo?

E que o grande problema no relacionamento de casal é que cada par não entende e nem respeita o seu próprio jeito de funcionar e nem tampouco o do parceiro e, assim, o relacionamento fica cada vez mais desgastante e insustentável.


Neste sentido, a comunicação entres os pares se torna quase impossível, desencadeando o distanciamento afetivo e outros problemas na relação conjugal.


A terapia de casal tem como foco a dinâmica interativa entre o casal e, desta forma, ajudando-o a encontrar solução ou repostas para as dificuldades, impasses e sofrimentos vinculados ao relacionamento de casal.


SAIBA MAIS SOBRE A TERAPIA DE CASAL: CLIQUE AQUI


Te vejo lá!

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo