• Jhonathan #Relacionamento

A DOENÇA DO SÉCULO XXI: ANOMIA EXISTENCIAL (o que é e como superá-la?)







Nem depressão... Nem ansiedade... Nem tampouco síndrome do pânico, a doença do século XXI é...


Na contemporaneidade, no geral, o ser humano vive um processo contínuo de ANOMIA EXISTENCIAL.

O que seria isso na prática?

O ser humano em questão está em profunda desconexão com suas profundezas internas, perdeu sua "identidade" e vive uma vida sem propósito algum - no "modo automático".

Com o passar do tempo, isso tende a trazer uma espécie de "vazio existencial", que é asfixiante.

Experiências não elaboradas, problemas não resolvidos, frustrações não ressignificadas, sonhos deixados para trás, fracassos dosados por amargura, repressões diversas, traumas "esquecidos" nos porões do inconsciente...


Tudo isso vai se avolumando e acumulando. Assim sendo, o ser humano em questão tende a ser conduzido por suas "emoções vulcânicas sem controle".


A CRISE EXISTENCIAL vai se instalando; criando raízes, ganhando forças... Até que ela assuma o controle da vida de tal ser humano.

Neste sentido, ele também sente-se como se não fizesse parte de nada, nem tampouco de lugar algum.

Não consegue GOSTAR DE SI MESMO. Rejeita-se com frequência, exige muito de si mesmo...

Não há tempo para investir em relacionamentos, nem para cuidar da mente e nem tampouco do corpo.

Sonhos? Se ele sonha? No geral, não. Vive uma rotina extenuante e foca somente no ter; em acumular...

E, assim, pouco a pouco, tende a ir se afastando de sua essência. Não se olha mais e nem tampouco se reconhece.

Vive uma vida inteira consigo mesmo, mas se perguntar para ele "quem ele é?" "por que ele faz o que faz" "O que dar sentido a sua vida"?

Ele silencia-se ou diz que isso não tem importância... É coisa para psicólogo ou filósofo.


A solidão mutila sua alma e sentir-se perdido em si mesmo é uma constante; uma dolorosa constante.

O RESULTADO dessa realidade: FALTA DE SENTIDO. Tudo e nada se resumem a nada. Sua própria vida deixa de fazer sentido.

E, como bem sabemos, uma vida sem sentido não faz sentido. Viver assim não é viver; é morrer.

A pior morte não é a que desintegra o corpo, mas, sim, a que "agoniza a alma" enquanto se está respirando. Em suma, a pior "MORTE" é viver morto em vida.

É... Está vivo mas não ter ânimo e nem sentido para seguir em frente. Para realizar, ser feliz, aprender, amar e ser amado...

Enfim, é DESPERDIÇAR A ÚNICA OPORTUNIDADE de construir a própria história; de fazer a vida valer a pena. É triste, mas muito real. E, muitas pessoas, vivem assim.

Na verdade, não vivem, apenas sobrevivem porque estão vivas. Forte? Exagero?Talvez.

Entretanto, diariamente recebo pessoas em meu consultório, seja em estado inicial e/ou final, com diversos sintomas da ANOMIA EXISTENCIAL. Não é julgamento, é constatação.

A falta de sentido causa muita dor/angústia, uma vez que, nós, os humanos, ansiamos por sentido, conexão e felicidade. Caso não haja uma intervenção, "essa dor emocional" tende a se manifestar em "dor corporal".


Isso mesmo: o corpo irá "falar". Ele será ouvido? Ele tem sido ouvido? Infelizmente, via de regra, não.


Talvez, O VIVER no automático, a falta de contato com a natureza e a profunda "inconsciência de si mesmo", tem cegado o Ser humano para o ESSENCIAL.

Uma coisa é certa: Caso ele, o corpo, não seja ouvido e seja tomada as devidas atitudes, a tendência é que o ser humano em questão entre num processo de acelerado DESESPERO e FÚRIA.

A partir daí, as atitudes irão GRITAR, como uma tentativa de pedir SOCORRO. Ele então se torna um algoz para si mesmo e, depois, para os que o rodeiam.

Em outras palavras, ele tenderá a manifestar suas DORES por meio de "posturas intolerantes", tais como: impaciência, não pensar no coletivo, acreditar que tudo é pessoal, "hipersensibilidade", agressividade, ataque ao outro, projeções, etc.

A INTOLERÂNCIA tende a ser a manifestação desesperada de um ser humano que não sabe mais o que fazer com a própria vida, não sabe mais quem realmente é, que foi consumido por um vazio aterrador e nem tampouco ver sentido algum em continuar a viver.

Em suma, ele se perdeu em si mesmo; não se reconhece mais.

A desorganização emocional e as constantes "violações psíquicas", no geral, tendem a levá-lo a uma INDIVIDUALIDADE DESORIENTADA, DESCONECTADA E DESPERSONALIZADA.

Somado a isso, tem-se as demandas externas.

A possível consequência: ELE tende a se tornar uma "BOMBA- RELÓGIO-HUMANA", que a todo momento implode a si mesmo e "explode coisas e pessoas".

É só observar ao redor: Há explosões e implosões constantes.QUAL


A POSSÍVEL CONSEQUÊNCIA? Uma pessoa ADOECIDA E "SEM VIDA".

Diante do que se apresenta, o que fazer? Há Saída?

Não há respostas simples, em minha perspectiva profissional, para problemas complexos. Entretanto, do jeito que se tem caminhado, não pode ficar. Algo precisa ser feito; e urgente.


Acredito convictamente no poder grandioso do "espírito humano" de transformar suas dores e desafios num aliado para construir uma vida feliz, satisfatória e plena em desenvolvimento.

Muitas pessoas não acreditam que podem. Não sou psicólogo por acaso: a minha vida me levou a sê-lo. Superei, estou superando e precisarei superar muitos desafios e dores em minha jornada. Acredite: é possível! Você também pode vencer "os seus gigantes emocionais/existenciais".

A essência do meu trabalho é ajudar as pessoas a ACREDITAREM QUE PODEM... Conquistarem mais, gostarem mais de si mesmas, serem mais felizes, se desenvolverem... Enfim, que elas tem os RECURSOS necessários para mudarem suas vidas e superarem quaisquer desafios.

Nossa! E quando elas acreditam e agem nessa direção, algo é certo: Elas jamais serão as mesmas; suas vidas jamais serão as mesmas.


O MAIOR DESAFIO DELAS (E DE TODO SER HUMANO) É VENCEREM A SI MESMAS. SE ASSIM ELAS FIZEREM, ENTÃO ELAS VENCERÃO.

A GRANDE LUTA É INTERIOR, NÃO O OPOSTO. Juntos podemos!

À medida que elas acreditam, tomam consciência de tais recursos, lapidam-nos e aplicam-nos em suas vidas, pouco a pouco, se transformam e, por consequência, transformam suas realidades.

Segue abaixo a minha contribuição (um pouco do que utilizo em meus atendimentos clínicos) que poderá AJUDAR muito a desenvolver uma emoção saudável e relacionamentos de qualidades e, assim, uma vida boa:


1° HONESTIDADE PESSOAL: Ser honesto consigo mesmo e escolher mudar o "cenário pessoal" antes de querer mudar o coletivo;


2° OLHAR: Olhar para si mesmo e lidar com as próprias sombras (medos, frustrações, limites, vergonhas, traumas, tudo aquilo que se rejeita em si mesmo, etc.), parando então de projetá-los nos outros e, assim, trazê-las para "à luz";


3° RELAXAR: Criar tempo para relaxar: A psique humana funciona, de maneira resumida, alternando-se entre tensão e relaxamento, portanto, relaxar é vital;


4°SILENCIAR: O silêncio é uma oportunidade a introspecção, além de ser um momento de restauração e reconexão consigo mesmo. Isso fortalece e enobrece o ser;


5° AUTOCONHECIMENTO: Ele deveria ser um estilo de vida. Ele favorece na construção de uma vida boa - bons relacionamentos, emoções saudáveis, felicidade, progresso, sentido, autoestima elevada... Os benefícios são a perder de vista;


6° Ação - sem ação não há transformação. Pouco ou nada adianta ter tal conhecimento, se ele não é aplicado na vida diária;


7° PACIÊNCIA: A vida é processual, portanto, ter uma atitude paciente consigo mesmo no processo de mudança (e na vida como um todo) é essencial, se o objetivo é viver mais e melhor.


Você merece viver bem, portanto, não abra mão disso. A forma como um ser humano vive a sua vida diária tende a influenciar a QUALIDADE de sua vida - emocional, psíquica, física, social e espiritual.


Para concluir, O QUE NÃO É TRATADO NÃO É CURADO. O QUE NÃO SE TRATA, TENDE A DOMINAR A PESSOA EM QUESTÃO.

Permita-me lhe fazer uma pergunta: Você CUIDA DE VOCÊ com carinho, dedicação e respeito?

Se sim, ótimo. Parabéns.

Se NÃO, eis uma sugestão: Às vezes, é difícil só, portanto, agende uma "CONVERSA INICIAL SEM COMPROMISSO": https://www.jhonathanmoreira.com.br/agendamento.

Não sofra sozinha. Você não está sozinha. Desta forma, posso ajudá-la.

UMA VIDA FELIZ E SAUDÁVEL É uma consequência de um cultivar e manter cultivando uma emoção saudável, uma mente saudável, um corpo saudável, relacionamento saudáveis - consigo mesma, com os outros, com o sagrado.


EQUILÍBRIO É TUDO!

Acredite. É possível!

-------------

Abraços Fraternos,

Jhonathan Moreira Germano

Psicólogo de Casal/Clínico

CRP16/6304

22 visualizações
  • LinkedIn - círculo cinza
  • Instagram - Cinza Círculo
  • Facebook - círculo cinza

 Contatos: contato@jhonathanmoreira.com.br  | +55 27 997309233

Ed. Royal Center, Av. Nossa Senhora da Penha, 565 - Santa Lúcia, Vitória-ES
© Copyright 2015-2023.  Todos os Direitos Reservados a Jhonathan Moreira.